Blog do Éder

Início » Posts etiquetados como 'fstab'

Arquivo da tag: fstab

O arquivo fsab

Olá amigos;

Faz já uns 3 anos que comprei um SSD para meu notebook, um Corsair Force GT de 120 Gb. Então, aposentei o HD  de 500Gb que meu note tinha. Entretanto, é uma bela diferença de espaço, e sempre precisei fazer contorcionismos para manter o que realmente é importante no note, e no HD de 500Gb, fazia uns backups.

Então decidi comprar um daqueles drivers que você coloca no lugar do leitor de CD/DVD (já que o meu não funcionava mais mesmo), e dentro dele coloquei o HD de 500Gb que estava em um case externo. Estes drivers você acha facilmente no mercado livre por exemplo.

Colocado o HD, hora de ligar o note, e reparei que o linux (Fedora no meu caso) não montou o HD automaticamente. Lembrei na hora da minha prova da LPI, que questionava alguns detalhes do arquivo /etc/fstab. É neste arquivo que tenho que fazer as mudanças, então mãos à obra.

Primeiramente, temos que ter certeza que o linux reconheceu o hd, para isso puxe o terminal e digite:


sudo fdisk -l

Vai listar pra você os discos presentes no teu sistema. O resultado será algo como a imagem abaixo:

Captura de tela de 2016-01-28 17-33-34

Como podemos observar, o primeiro drive é o SSD de 120Gb, segundo, o HD de 500Gb.

Agora, precisamos descobrir o ‘UUID’ do disco de 500Gb. Para isso, usamos o comado ‘blkid’ fornecendo o caminho do disco. Vejamos:


sudo blkid /dev/sdb1

E o resultado será algo assim:


dev/sdb1: LABEL="Eder" UUID="A21E0B921E0B5EA3" TYPE="ntfs" PARTUUID="000a5466-01"

Como podemos observar, ele nos forneceu além do UUID, o tipo de sistema de arquivos, neste caso NTFS. Irei deixar NTFS por outros motivos.

Agora, criamos um diretório onde o linux vai montar o hd, no meu caso, criei uma pasta em /home/eder chamada 500Gb.

Então, agora é hora de editarmos o arquivo fstab.


sudo vim /etc/fstab

Dentro do arquivo, adicione uma linha no final, deixando assim:

UUID=A21E0B921E0B5EA3 /home/eder/500G ntfs defaults 0 0

Muita calma nesta hora. Se você fornecer algum parâmetro errado, o linux simplesmente não vai iniciar mais, e dá uma dorzinha de cabeça pra ajeitar (já fiz isso em um servidor de testes, foi bem divertido).

Naturalmente, você deve substituir o UUID do seu HD, bem como o diretório que você deseja. Inicialmente, fornecemos o UUID, depois o caminho que será montado, depois o tipo de sistema de arquivos. Depois temos o ‘defaults’, o ‘0’, e outro ‘0’.

Vamos explicar:

defaults: Usa as opções padrão: rw, suid, dev, exec, auto, nouser, e async.

O primeiro zero determina se o dispositivo deverá ser considerado pelo comando dump. Se ausente, 0 é considerado, ou 1 é pra ser considerado pelo dump.

O segundo zero, determina a ordem da checagem feita pelo fsck durante a inicialização. Para a partição raiz, deve ser 1; se ausente, 0 é presumido e a checagem não é feita no boot.

Bom, feito isso, é hora de testar tudo. Não é necessário reiniciar o pc, basta rodarmos o:


sudo mount -a

que ele vai ler novamente o arquivo fstab e tentar montar o que ainda não está.

Se tudo der certo, navegue até a pasta que você decidiu montar o hd, e dê um simples ‘ls’. Se aparecerem os arquivos, tudo certo. Senão, revise os passos, você deve ter esquecido de algo.

Até mais.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: